Tensões comerciais geram volatilidade na commodities, soja apanha! – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Tensões comerciais geram volatilidade na commodities, soja apanha!

///
Comentário0
/
Categories

Caro(a) Trader

Semana tensa, com expectativa sobre taxa de juros americana e europeia. Também teve Trump agitando reunião do G7 e trocando farpas com o primeiro ministro canadense, para depois ser o Trump paz e amor com o ditador da Coréia do Norte. Observar que ainda consta na agenda a possibilidade de sair a decisão da taxa de juros japonesa nesta sexta, se já não saiu na madrugada.

Para próxima semana, os destaques começam no domingo, com a balança comercial japonesa. Segunda será feriado na China. Na terça, tem número de licenças de construção nos Estados Unidos. Quarta, tem IPP alemão, vendas de casas usadas e estoques de petróleo nos EUA e decisão de taxa de juros brasileira pelo COPOM do BC. Quinta será o dia do banco central do Reino Unido decidir a taxa de juros, além disso tem o índice de atividade industrial americano. Sexta tem PIB da França, PMIs na Alemanha, PMIs da Zona do Euro, PMIs americanos e reunião da OPEP.

Hoje vamos voltar a falar da Soja, último artigo foi 20/04, onde abordamos:

“Mercado continuou a subir e fez nova máxima (região do US$ 1.080,00, primeira linha tracejada branca de cima para baixo). Depois corrigiu e teve aumento de volatilidade devido a discussões comerciais entre China e EUA. A soja americana poderia ser taxada pela China. Lembrando que a China é um grande player na ponta compradora da soja. Devido a este aumento de volume o gráfico ficou um pouco sujo, atrapalhando um pouco no entendimento dos últimos movimentos como correção e volta buscando fazer nova máxima. Observar que ainda há espaço para corrigir, LTA roxa de maior prazo está distante. Entretanto o cenário ainda pode sugerir ser altista. Em resumo, ficando acima da LTA, a expectativa pode ser a renovação da máxima. Para pensarmos em queda, pode precisar perder a LTA roxa.

Os drivers para isso podem ser as incertezas em relação a safra americana. Devido a seca que as áres produtivas americanas enfrentam, pode-se passar a janela de plantio do milho, abrindo espaço ser plantando mais soja. Além do já comentando taxação da China e as tensões geopolíticas. De olho nas notícias e nos relatórios da USDA”.

A seta amarela indica a região de preços do último artigo. Preços romperam a LTA roxa com vontade. Preços em queda livre. Como foi bem intenso o movimento é salutar esperar uma correção, a LTA roxa pode servir de parâmetro para até onde pode ir esta correção. Um movimento de pullback, pensando em novas quedas, já que parece que o cenário mudou com o rompimento da linha roxa. A linha tracejada branca mostra um próvavel suporte. Se não alcançar a linha tracejada e romper para cima a LTA roxa, o cenário para baixo poderá ficar estranho, mas pode ser distanto pensar para cima. Provavelmente sugere aguardarmos mais pistas do mercado. As commodities andam voláteis com as tensões comerciais, a soja apanhou bastante nos últimos dias, mas é preciso ficar atento que estamos entre safra brasileira e safra americana, que tem previsão de vir forte. Interessante acompanhar os relatórios do USDA, próximo importante em 12/07.

Até a próxima semana e bons trades.

 

Leo Felipe Senger

Acesse: http://www.eufinancas.com.br