FOREX: Como acertar as Operações em Suportes e Resistências? – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

FOREX: Como acertar as Operações em Suportes e Resistências?

///
Comentário0
/
Categories

Olá, Trader! Tudo bem? Há um tempo atrás eu tive o grato prazer de me deparar com um livro que mudou a minha forma de ver o Mercado e que aumentou absurdamente a taxa de acerto nas minhas Operações. Chama-se Naked Forex. Clique aqui para ler a descrição.

Tanto eu, como você e todo mundo, quando começa a operar, busca achar uma ordem, um padrão organizado nos gráficos. Você precisa entender que isto não existe! Eu perdia um tempão tentando traçar milimetricamente os suportes e as resistências. Tentando caçar exatamente o ponto de interesse do mercado. O ponto da virada. Sabe o que acontecia? Toda hora eu estava errado. Sempre invertido. Sempre era pego nos falsos rompimentos. Da forma como eu traçava os gráficos, a todo momento parecia que haviam rompimentos dos suportes e das resistências. Eu enchia a mão acreditando na continuidade do movimento, o mercado virava e me deixava no prejuízo. Não acertava uma!

Ao ler este livro, pude absorver o conceito importante das zonas de interesse do gráfico. Não existe uma linha exata horizontal onde o mercado pode bater e reverter. O que existe são regiões dos preços que podem despertar o interesse dos compradores e dos vendedores. Você precisa entender que o mercado é o retrato dos sentimentos das pessoas e nem todos pensam de forma igual. No caso de um suporte, por exemplo, uns já começam a comprar antes, outros compram em cima e outros deixam pra comprar embaixo, mais barato. Portanto, por toda aquela região, pode haver um interesse de compra, mas as ordens podem não ser exatamente no mesmo ponto. Vou te dar um exemplo para entender melhor.

Vamos olhar o gráfico semanal do par EURCHF. Note como nos últimos meses os preços se movimentaram de forma lateral. Na parte de baixo, temos uma zona de suporte entre 1.1250 até 1.1150 aproximadamente. E na parte de cima, temos uma zona de resistência entre 1.1450 até 1.1500. Dessa maneira, você precisa entender que hora os preços avançam mais ou menos sobre a região até reverterem o movimento. Não é algo exato. Não existe uma precisão cirúrgica.

A partir do momento que você “pescar” essa ideia, poderá ajustar as suas ordens para um gerenciamento de risco mais adequado, com stops mais longos, capazes de deixarem o mercado flutuar na região até termos uma clara indicação se os preços poderão realmente romper ou reverter.

No livro, os autores fazem um comparativo dessa movimentação com uma “barriga de cerveja”. Isso mesmo, “barriga de cerveja”. Pode parecer estranho, mas a ideia é que se você apertar a barriga de um gordinho, ela vai entrar um pouco pra dentro. Existe uma certa flexibilidade. Ela afunda até certo ponto e depois volta. Com as regiões de suporte e resistência, na maioria das vezes, funciona assim. Por isso que temos tantas sombras de velas e engolfos nestes pontos do gráfico.

Gostou desta dica? Eu ensino isso e muito mais na minha MENTORIA – Operando como um Investidor, que vai te deixar em ponto de bala para se dar bem no trading. Acesse o link e saiba mais detalhes sobre o Treinamento: https://bit.ly/2CvkNpt

 

Estou te esperando! Abraços!

Rodrigo Rebecchi!

*Atenção: para ter acesso à um Conteúdo de Formação de Traders GRATUITO, do Básico ao Avançado, elaborado pelo nosso time de especialistas, acesse o link abaixo e inscreva-se em nossa Área de Membros:

>> EU QUERO: http://ead.youtrading.com/login