Fluxo de Ordens – Operando com Volume – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Fluxo de Ordens – Operando com Volume

///
Comentário0
/
Categories

Muitos traders, novatos ou não, que utilizam da Análise Técnica, já devem ter lido algum artigo ou livro que aborda a negociação através do volume. Mas nem sempre os dados disponíveis trazem uma maneira sistemática e lógica para se tirar proveito do volume. Não detalham de forma objetiva as técnicas e ferramentas que de fato podem mostrar uma visão do que está acontecendo no ativo com base no volume negociado em cada nível de preço.

Ao buscar este tipo de informação, encontramos termos como: Market Profile, Volume Profile, Value Area, Point of Control (Ponto de Controle), VWAP, Volume Cluster e outros mais.

O fluxo de ordens é um assunto bastante amplo como qualquer outro tema. É um estudo profundo da microestrutura do mercado, da dinâmica das ordens e da formação do preço de acordo com os interesses dos participantes. A análise de fluxo de ordens não está restrita em abrir alguns indicadores de volume e extrair dados para fazer uma operação. Também vai muito além de analisar o volume e agressões por horário, nível de preço, ler book de ofertas (DOM – Depth of Market) e histórico de negócios (times and trades) e analisar posição dos players (se o mercado fornecer este dado).

É claro que pode ser possível extrair informações relevantes com estes dados, entretanto, pode ser necessário o estudo e a prática de todos os ramos que envolvem esta técnica. Ela, objetivamente, nos dá a possibilidade de interpretar o que realmente faz o mercado movimentar: a dinâmica das ordens de acordo com a real oferta e demanda do mercado.

Hoje, há muitas ferramentas com inúmeras funcionalidades e “estratégias” para este tipo de análise, mas quase todas são derivações de uma das pioneiras no campo de Order Flow (fluxo de ordens). Neste artigo vamos abordar algumas particularidades desta popular ferramenta de análise de fluxo. No futuro, abordaremos particularidades de outras ferramentas interessantes que podem auxiliar na tomada de decisão.

Ferramentas de Fluxo e a Ilusão do Santo Graal

Antes de tudo, é muito importante frisar que nenhuma ferramenta de fluxo visa “resolver” a assimetria do mercado financeiro, ou seja, nenhuma delas é ou será o “Santo Graal” do trading. Essas ferramentas visam compilar os dados do fluxo de forma gráfica utilizando de técnicas de estatística para extrair informações da variação do preço e da distribuição do volume nos ativos. Essas ferramentas podem auxiliar na tomada de decisão se interpretadas e analisadas de forma contextual de acordo com o ativo que se busca operar. Por exemplo, operar ações na Bovespa é muito diferente de operações na NASDAQ; são mercados diferentes, microestrutura diferentes, empresas diferentes e contexto fundamentalista completamente distinto. Por isso, é preciso não se deixar confundir pelas promessas e possibilidades dessas ferramentas.

Order Flow Analytics

É composto por algumas poderosas ferramentas para a análise detalhada do volume negociado no mercado em tempo real. Atualmente, a ferramenta passou por uma atualização e ficou mais objetiva (na versão anterior havia mais de 5 plugins, um para cada função, hoje em dia tudo foi centralizado nos candles de variação de preço e na ferramenta de Volume Profile).

Os algoritmos centralizados do Order Flow Analytics buscam e classificam o volume das ordens transacionadas para produzir uma interessante ferramenta de análise que mostra esses dados analíticos na tela, em forma gráfica. A ferramenta trabalha com o conceito de “Clusters de Volume” e “Pontos de Controle”.

Os Clusters são classificados de acordo com o interesse de compra ou venda, o algoritmo organiza o cluster como “comprador” ou “vendedor” ao analisar a frequência, o tamanho do volume e também a forma de execução de algoritmos sintéticos (alta frequência) que executam ordens fracionadas (lotes menores) para disfarçar e minimizar o impacto no preço.

A noção de “Ponto de Controle” vem da técnica conhecida como Market Profile. Um Ponto de Controle significa o preço em que o mercado mais concordou em negociar em determinado período. No Order Flow Analytics, este conceito é aplicado ao volume, ou seja, o “Ponto de Controle” no Order Flow Analytics mostra o preço em que os participantes do mercado mais negociaram de acordo com a liquidez (volume).

Analisar o fluxo de ordens, visando entender a liquidez e forma com que o mercado aceita cada preço em uma área de acúmulo ou concentração de volume, pode eliminar decisões baseadas em crenças como “o mercado negociou acima da máxima”. Hoje em dia a grande parte do fluxo de ordens é transacionado eletronicamente, e mais do que nunca, o trader precisa entender além da “abertura”, “máxima”, “mínima” e “fechamento”; é preciso entender como o mercado formou o preço, aceitou e rejeitou as áreas de liquidez.

Um dos criadores da ferramenta e pioneiros na análise de fluxo, fez uma apresentação muito esclarecedora sobre os conceitos principais da análise de fluxo de ordens. Ele apresentou alguns dos ramos principais do tema e aplicabilidade de técnicas fazendo uso do volume de forma coerente através do fluxo de ordens. Ele foi além, disse e mostrou que a “análise técnica está ultrapassada”, e que sem observar o volume os traders poderão estar negociando “com os olhos vendados”.

Com autorização, legendamos em português a apresentação de 40 minutos abaixo:

Para assistir clique aqui: https://youtu.be/0TLYtUijhHM