Artigo: Meu Maior Aprendizado no Mercado – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Artigo: Meu Maior Aprendizado no Mercado

//
Posted By
/
Comentário
/
Categories

Desde que eu comecei a operar no mercado financeiro, lá pela segunda metade de 2009, eu sempre fui um ávido consumidor de conteúdo sobre o assunto. Estudei de tudo que se possa imaginar. Isso não quer dizer, é claro, que eu tenha estudo tudo, mas posso dizer que sim, lancei meu olhar para um grande número de formas de conhecimentos diferentes.

Tudo que eu aprendi e estudei nesses anos me foi útil, de uma forma ou de outra, adicionando sempre à minha “caixa de ferramentas”. A grande maioria das coisas que estudei ao longo dos anos, eu nunca usei na prática do mercado. Mas mesmo assim, essas coisas transformaram a minha forma de ver o mercado e agregaram muito à minha filosofia de trading atual.

Mas o meu maior aprendizado não veio de nenhum curso que eu já fiz, apesar de que sim, os cursos, como eu já disse antes, adicionarem muito ao meu conhecimento. O meu maior aprendizado veio do maior estresse que eu já passei no mercado. Sim, por incrível que pareça, o meu maior aprendizado veio da minha maior perda.

Algum tempo atrás, quando eu já estava negociando valores um pouco mais significativos, eu entrei em uma operação espiral descendente no mercado. Realizei algumas análises e como estava “absolutamente confiante” de que o mercado se movimentaria na direção das minhas operações, resolvi abandonar o gerenciamento de risco. As operações estavam indo muito bem e eu de fato estava fazendo muito dinheiro.

Mas bastaram algumas operações serem um pouco mais “teimosas” do que o normal para que o meu devaneio de poder desaparecer. Eu estava vendido no EURUSD, sem Stop Loss e com lote grande. O mercado veio contra e eu firme acreditando que voltaria. E quando mais eu acreditava que voltaria, mais o mercado se movimentava contra a minha operação. O prejuízo foi aumentando de forma significativa ao longo dos dias.

No final eu já não estava mais dormindo. Dormi 2 ou 3 horas por dia, com o celular à beirada da cama, despertando a cada meia hora para ver o mercado. Ficava feliz com cada pip que o mercado movimentava a meu favor e triste com cada pip movimentado contra. Mas como a tendência era de alta, então meus momentos de tristeza eram muito mais abundantes que os momentos de alegria.

Foram 2 semanas intensas de muito estresse. Devo ter envelhecido uns 2 anos naquelas 2 semanas. Minha família me dizia constantemente que eu estava com cara de muito cansado e me perguntava se estava tudo bem. Nessas duas semanas eu praticamente não ouvia o que outros me diziam, porque as pessoas estavam falando comigo e eu não ouvia, estava sempre ligado ao celular, monitorando o problema enorme onde eu havia entrado.

Ao final de 2 semanas, a minha certeza se quebrou e eu não aguentei mais o estresse. Nesse momento o meu Drawdown estava perto de 40% de uma conta grande. O prejuízo financeiro era grande. Aquela situação era emocionalmente insustentável. Não dava para continuar. Tomei uma decisão trágica, mas que precisava ser tomada: Liquidei totalmente o risco da conta. Eliminei o risco, aceitei as perdas de aproximadamente 40% da conta.

Eu estava derrotado. Fisicamente e mentalmente exausto. O sentimento era horrível, de derrota total. Quando eu lembrava do valor que havia perdido em 2 semanas (que dava pra comprar um apartamento pequeno ou um carro muito bom), eu senti náuseas e vontade de chorar. Não chorei. Segurei a onda como pude.

A pior parte vem agora: 3 ou 4 dias depois de eu fechar as ordens e aceitar a maior perda financeira da minha vida, o mercado “gentilmente” muda sua direção e começa a andar exatamente na direção que eu havia pensado inicialmente. Pelas próximas 2 ou 3 semanas, o mercado caiu de forma intensa, superando todas as minhas melhores expectativas de ganho. Mas eu já não estava na operação, havia saído.

Eu vi o mercado andar a favor da minha operação inicial e pude constatar que caso eu não tivesse fechado as ordens, teria evitado toda aquela perda e teria feito mais ou menos o mesmo tanto de dinheiro como lucro que eu perdi, como lucro. O sentimento de derrota se intensificou. Levei alguns meses para me recuperar emocionalmente daquela situação.

Mas se algo de bom pode sair de coisas ruins, posso dizer que esse foi o aprendizado de maior valor que eu tive no mercado. Depois de me curar das feridas, eu me reergui. Levantei de novo, bati a poeira e retomei as operações. Eu apertei ainda mais o cinto de segurança chamado gerenciamento de risco. Me tornei mais criterioso com as minhas operações no mercado. Desenvolvi técnicas mais avançadas de gerenciamento de risco e realmente comecei a compreender o verdadeiro risco do mercado.

Os meses que se seguiram foram de uma evolução intensa. A princípio o sentimento foi de tristeza. Depois a tristeza deu lugar à raiva. E a raiva virou o combustível emocional para me propor a fazer do jeito certo. Os resultados positivos começaram a aparecer novamente e a conta (agora menor) começou a subir a ‘ladeira’ outra vez.

Essa experiência pessoal me trouxe a absoluta certeza de que só existe um caminho a seguir no mercado: Gerenciamento de Risco afinado em todo momento, somado a um processo de tomada de decisão testado no mercado. Um mindset preparado e ajustado para vencer. E nunca se confiar demasiadamente em nenhuma de tuas operações.

Hoje eu tenho consistência no mercado. Gero resultados positivos praticamente todos os meses. Aprendi que não posso afrouxar a vigilância sobre a Disciplina. Somente assim eu serei consistente no mercado ao longo do tempo. Da minha maior perda veio o meu maior aprendizado e a base sobre a qual se sustenta hoje a minha consistência.

E você, qual foi o teu maior aprendizado?

 

Dyogenes Diniz