Análises – Página: 45 – Youtrading

Análises

EURUSD testa suporte nos 1.06250

//
Comentário
Nos EUA, o Mercado de Ações se encerrou em alta, impulsionado pelas promessas de Trump, após o novo presidente ter prometido fazer um anúncio fenomenal sobre impostos. Devemos ressaltar que ainda há muito temor sobre como essa nova postura protecionista que está por vir poderá afetar a maior economia do planeta frente aos seus grandes parceiros comerciais.

MILHO – ANÁLISE 10/02/2017

//
Comentário
Após o feriado do ano novo lunar chinês foi marcado a divulgação da balança comercial chinesa para esta sexta, indicador que pode dar o tom para os mercados no dia. Fora isto, esta semana foi mais calma de indicadores. Agora, se preparem para semana que vêm, pois estará repleta deles. Começa com o PIB do Japão no domingo a noite indo até a sexta-feira com PIBs na Europa, índices de preços na China, Europa e EUA, discurso de Janet Yellen do FED entre outros. Pode ser preciso operar com a agenda de indicadores aberta ao lado para não ser pego por alguma volatilidade adicional.

Déjà vu!

//
Comentário
Para aqueles que estão lendo pela primeira vez, gostaria de apresentar a estrutura que você irá encontrar neste artigo. O artigo será dividido em 3 (três) partes de igual importância, sendo que na última apresento minha opinião sobre nosso índice Ibovespa.

De olho no Dólar

//
Comentário
O dólar fechou a sexta-feira com leve alta ante o real, após operar em queda durante quase toda a sessão, refletindo dados mistos sobre o mercado de trabalho norte-americano, que podem ter reduzido as apostas de um aumento dos juros nos EUA em breve. Perto do fechamento, contudo, declarações de um dirigente do FED podem ter indicado que os juros nos EUA poderiam subir em março, levando a moeda americana a se recuperar e fechar perto da estabilidade.

Análise da Soja

//
Comentário
Semana quente esta para os Mercados! Manutenção dos juros nos EUA pelo FOMC, nonfarm payrol para sair nesta sexta, além diversos indicadores importantes que já sairam e ainda vão sair. Fora Trump e equipe sacudindo o dólar. Porém, parece que, na semana que vem, teremos alguma calmaria (por favor, avisem o Trump). Na agenda, apenas alguns indicadores de menor peso no Reino Unido e nos EUA.

As delações estão chegando

//
Comentário
Antes de voltar a falar nas novas medidas e ações do novo presidente norte-americano, Donald Trump, gostaria de enfatizar que não devemos esquecer que o mundo não é só os Estados Unidos da América e que, neste momento, o antigo continente está enfrentando grandes desafios.

PIB fraco derruba o Dólar

//
Comentário
O dólar caiu quase 1% e fechou no menor nível em três meses na sexta-feira, de volta ao patamar de 3,15 reais, após dados mais fracos sobre a economia norte-americana suavizarem um pouco as apostas de que o Federal Reserve poderá elevar os juros mais do que o esperado. O viés de baixa da moeda norte-americana aconteceu desde cedo, num movimento de ajuste após duas sessões de alguma elevação e diante de expectativas de ingresso de fluxo de recursos por conta de recentes captações de empresas. A moeda norte-americana marcou também sua sexta semana consecutiva de queda, com perda acumulada de 7%.

Petróleo

//
Comentário
Esta semana começamos na esteira da posse e das primeiras ações de Donald Trump como presidente dos EUA. Para quem esperava fortes emoções, se decepcionou. Ainda é preciso ficar de olho no resultado do PIB do Reino Unido, divulgado nesta quinta 26/01. Já na sexta-feira, 27/01, tem a divulgação do PIB trimestral americano, lembrando do começo do feriado chinês de ano novo lunar.