Análise S&P500: “Social media” em uma palavra: DOEU! – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Análise S&P500: “Social media” em uma palavra: DOEU!

///
Comentário
/
Categories

Bom dia, Pessoal!

Antes de começar, gostaria de lembrar a todos aqueles que não leram o artigo anterior podem fazê-lo Clicando Aqui.

Tendo dito isto, vamos direto ao que interessa…

– “Por dentro dos EUA”

Comentei no artigo da semana passada a importância de acompanhar os resultados apresentados pelas empresas, visto que os índices são compostos basicamente por um conjunto de ações de diversas empresas. Mesmo que você seja um analista puramente técnico, deve levar em consideração que os preços das ações são impactados pelos resultados das empresas. Caso não tiver este discernimento, poderá comprar uma ação de uma empresa que acaba de declarar que está falida, simplesmente por ela ter apresentado um padrão técnico.

Como não falar sobre a empresa FACEBOOK, que em um dia teve uma queda de -20% em sua cotação puxando com ela boa parte das empresas do setor de tecnologia. Um dos principais motivos para esta queda brusca nas ações desta empresa foi consequência da massiva resposta dos usuários que utilizam seus serviços alegando, juridicamente, além de uma possível quebra de contrato por parte da empresa, que esta também estaria utilizando de má fé, utilizando critérios arbitrários, somente para uma parte de seus usuários. A repercussão do caso foi tão grande que, segundo congressistas norte-americanos, é possível que seja instaurada uma CPI no congresso para averiguar os fatos alegados.

No intuído de ajudar aqueles que não acompanham as atividades econômico-financeiras da empresa FACEBOOK, lembro que é uma empresa que obtém o massivo de suas receitas através da vinculação de anúncios em sua plataforma, o qual tem por objetivo atingir o maior número de pessoas/empresas.

No âmbito dos números macroeconômicos da maior economia do mundo, a mesma apresentou dados que sugerem que a economia norte-americana cresceu conforme o esperado pelo seu banco central no mês passado.

– Ilustração e Opinião

O S&P500 fechou nesta última quarta-feira com uma leve desvalorização de -0,10%, tendo sido “ajudado” pelos resultados divulgados acima do esperado da empresa Apple.

Vamos dar uma olhada técnica no S&P500.

Com base no movimento do S&P500 desde a análise da semana passada, vimos que ele fez o movimento que desenhei no cenário 02, vindo testar a região de suporte localizada em 2.796 e sendo empurrado para “cima” após este fato. Com esta movimentação vamos dar uma olhada em alguns cenários possíveis.

– Cenário 01: Devido aos movimentos que acompanhamos no S&P 500, foi possível atualizar as linhas “rápidas” de tendência de alta conectando e ajustando aos fundos feitos pelo mercado. Caso exista uma entrada de força compradora suficiente para fazer com que o índice supere a resistência localizada na região de 2.834, este fato poderia aumentar a probabilidade de que em um futuro próximo o topo histórico venha a ser testado.

– Cenário 02: Caso os vendedores retomem o controle do mercado, este fato poderia fazer com que a linha de tendência de alta possa ser “quebrada”, o que poderia aumentar as probabilidades do S&P500 vir a testar a região de suporte localizada em 2.747, onde se encontra outra zona de confluência de fatores.

– Resumindo: Ainda estão sendo divulgados números empresariais das empresas norte-americanas, portanto vamos ficar atendo a este fato bem como o atual presidente dos EUA, Sr. Trump, já “tuitou” que está estudando novas tarifas às empresas chinesas, vamos ficar atentos!

Espero você na próxima semana!

 

Marco R Simonetto

MTeamBRwww.mteambr.com