Análise Ibovespa: “PARA CIMA E AVANTE”, EPA COMO FICAM OS 90 MIL PONTOS?! – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Análise Ibovespa: “PARA CIMA E AVANTE”, EPA COMO FICAM OS 90 MIL PONTOS?!

///
Comentário
/
Categories

Bom dia, Pessoal!

Vamos direto ao assunto! Como sempre vamos dar um “giro” rápido pelo mundo e depois focamos em nosso índice BOVESPA.

NOVIDADE -> Caso queira ver em vídeo o que estarei observando no mercado esta semana, basta clicar no link https://bit.ly/2BMasFG

– Giro Rápido pelo Mundo

Como sempre, no início de cada mês, começo fazendo um breve resumo do fechamento das maiores bolsas do mundo com o objetivo de situar a todos sobre os rendimentos do mundo inteiro naquele mês.

No mercado Ásia-Pacífico tivemos um mês muito positivo para Hong Kong (+6,11% mês) e um mês positivo para o Japão (+1,96%). Já o mercado australiano fechou o mês negativo em (-2,80%) e o índice chinês registrou uma leve queda no mês de novembro de -0,56%.

Já no “velho continente”, tivemos um fechamento negativo mensal nos índices que acompanho, ressaltando o FTSE 100 com -2,07% e o PSI 20 com -2,32%, estes resultados muito impactados pelas incertezas provenientes do Brexit e também sobre a situação orçamentária Italiana.

No “novo continente”, vimos uma recuperação dos principais índices norte-americanos após diversas semanas registrando quedas, contudo o NASDAQ 100 fechou o mês com leve desvalorização de -0,26% enquanto o S&P 500 fechou com +1,78% no mesmo mês.

Abaixo um pequeno resumo dos principais fatos que me chamaram a atenção nesta última semana por região.

– Ásia-Pacífico: Como chamei a atenção na lista de transmissão SAIBA MAIS

– Velho Continente: Esta semana foi mercada por um “disse, mas não disse” protagonizado pelo presidente do banco central inglês. Com a proximidade SAIBA MAIS

– Novo Continente: O PIB norte-americano veio conforme o esperado registrando uma alta de 3,5% no quarto trimestre, contudo o fato que foi mais importante nesta semana foi a SAIBA MAIS

– Pousando em nossa movimentada República

O índice IGP-M para novembro registrou uma queda de -0,49%, vindo pior do que o esperado pois a maioria dos economistas esperavam uma queda de -0,47%; A taxa de desemprego no Brasil caiu de 11,9% para 11,7% enquanto o PIB brasileiro registrou +1,3% acumulado com os números do  último quadrimestre abaixo do esperado que era de 1,6%; A relação dívida/PIB subiu 1,1% frente a última leitura, registrando agora um índice de 53,3%.

Nosso IBOVESPA teve um mês positivo, acumulando +2,38% no mês, acumulando uma alta de 17,15% até este momento no ano.

Após esses “giros rápidos” vamos direto aos gráficos.

– Ilustração e Opinião

Enquanto o FTSE 100, um dos principais índices do Reino Unido fechou o último pregão do mês com desvalorização de -0,83% o Dow Jones, um dos principais índices Norte-Americanos, fechou em alta de +0,79%, com a esperança do encontro entre os EUA e a China no G20.

Vamos dar uma olhada técnica em nosso índice.

Como de praxe, a primeira imagem foi utilizada na última análise que foi divulgada, enquanto que a imagem seguinte reflete o que aconteceu nesta semana junto com os cenários.

Durante a semana passada, foi possível identificar que o IBOVESPA efetuou exatamente o movimento que desenhei no CENARIO 01, voltando a testar a região dos 90.000 pontos. Observando o movimento de nosso IBOV nesta semana, penso em dois cenários possíveis:

– Cenário 01: Os “touros” voltaram a dominar o nosso índice IBOV, ajudando o mesmo a atingir a região de suporte/resistência histórica situada em 90.000 pontos. No dia 05 de novembro, acompanhamos esta mesma região ser testada, porém naquele momento os vendedores superaram os compradores e ajudaram o nosso índice a testar os 84.000 pontos. Caso os compradores sigam no domínio de nosso mercado nacional, este fato poderia aumentar as probabilidades de vermos um teste na região de suporte/resistência localizada na região de +-91.100, o que seria um novo topo histórico de nosso índice.

– Cenário 02: Os vendedores não tiveram força para dominar o mercado esta semana. Chamo a atenção que a atual região que o IBOVESPA se encontra, foi considerada interessante/importante para eles no dia 05 de novembro, quando se iniciou um movimento de queda até a região dos 84.000 pontos. Caso os “ursos” retomem o controle neste início do mês de dezembro, este fato poderia aumentar as probabilidades de vemos um teste na região de confluência de fatores localizada em +-87.200 pontos (marcada com circulo preto) e se superada poderia existir um novo teste na região de suporte nos +-85.025 pontos.

– Resumindo: Enquanto escrevo este estudo, está acontecendo na Argentina o encontro do G20, onde existirá um novo encontro entre os EUA e a China que irão falar sobre a atual “guerra comercial” entre os dois países. Portanto recomendo ficar de olho a notícias/tweets sobre este assunto.

No aspecto de agenda econômica de nosso país para esta semana, chamo atenção para o índice IPC (calculado pela FIPE) que será divulgado na terça-feira bem como o índice de produção industrial de nosso país.

Outro índice que estarei acompanhando será a divulgação do IPCA, índice tomado como oficial pelo governo brasileiro, que será divulgado na sexta-feira onde a perspectiva é que mostre um acumulo anual da inflação por volta dos 4,6-4,7%.

Espero você na próxima semana!

Marco R Simonetto

MTeamBRwww.projetosat.mteambr.com