Análise Ibovespa: EU JÁ SABIA E AVISEI, E AGORA “RAINHA MÃE”?! – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Análise Ibovespa: EU JÁ SABIA E AVISEI, E AGORA “RAINHA MÃE”?!

///
Comentário
/
Categories

Bom dia, Pessoal!

Vamos direto ao assunto! Como sempre vamos dar um “giro” rápido pelo mundo e depois focamos em nosso índice BOVESPA.

!!ULTRA-NOVIDADE!! -> TENHA acesso a um treinamento totalmente gratuito e aos materiais feitos por toda equipe da MTEAMBR -> BASTA CLICAR AQUI!

– Giro Rápido pelo Mundo

Começamos nosso “giro pelo mundo” trazendo o consolidado das principais bolsas mundiais e os fatos que mais impactaram o mercado financeiro (ações, índices, moedas, metais, commodities).

Esta semana no mercado Ásia-Pacífico tivemos diversas discrepâncias nos índices. Enquanto o índice do Japão (Nikkei) fechou a semana com uma queda de -3,01% o índice da China (Xangai) fechou no positivo em +0,68%.

Já no “velho continente”, voltamos a ter um fechamento negativo nos principais índices ressaltando a forte queda de -4,17% no índice alemão DAX e na queda de -3,61% no Euro Stoxx50. Na “terra da rainha” a situação não foi muito diferente com o FTSE 100 fechando em -2,90% e mais tensões sobre o BREXIT.

No “novo continente”, os índices norte-americanos e o índice IBOVESPA fecharam no campo negativo, com especial destaque para o Nasdaq 100, que acumulou uma queda de -4,83% e para o índice S&P 500 que fechou a semana com -4,60% de desvalorização.

Abaixo um pequeno resumo dos principais fatos que me chamaram a atenção e impactaram fortemente o mercado nesta última semana, por região.

– Ásia-Pacífico: Semana pesada especialmente para os japoneses, com seu principal índice “derretendo” com os rumores EXCLUSIVO PROJETO SAT

– Velho Continente: a “CHAPA TA QUENTE” na terra rainha devido aos debates sobre a proposta apresentada pela primeira-ministra May. Comentei quase que diariamente na lista de transmissão EXCLUSIVO PROJETO SAT

– Novo Continente: Além dos dados canadenses virem melhores do que o esperado a ajuda dada pelo petróleo fez com que EXCLUSIVO PROJETO SAT

– Pousando em nossa movimentada República

Começamos a semana com a produção industrial brasileira vindo abaixo do esperado, registrando apenas 0,2% em outubro quando se esperava 1,20%; Houve uma saída de mais de 6 bilhões de fluxo estrangeiro e o IPCA (índice “oficial” da inflação) registrou -0,21% em novembro acumulando 4,05% ao ano.

Nosso índice IBOVESPA teve uma semana negativa acumulando uma queda de -1,55%.

Após esses “giros rápidos” vamos direto aos gráficos.

– Ilustração e Opinião

Enquanto o FTSE 100, um dos principais índices do Reino Unido fechou em alta no ultimo pregão da semana registrando +1,10%, enquanto o Dow Jones, um dos principais índices norte-americanos, registrou uma forte queda de 2,24%.

Vamos dar uma olhada técnica em nosso índice.

Como de praxe, a primeira imagem foi utilizada na última análise que foi divulgada, enquanto que a imagem seguinte reflete o que aconteceu nesta semana junto com os cenários.

Durante a semana passada, foi possível identificar que o IBOVESPA efetuou exatamente o movimento que desenhei no CENARIO 01, e após testar a região dos 91.100 pontos retornou para a zona de confluência de fatores esperada. Observando o movimento de nosso IBOV nesta semana, penso em dois cenários possíveis:

– Cenário 01: Os compradores conseguiram levar nosso índice a um novo topo histórico, porem o IBOV sofreu com o mercado externo e retornou a zona de confluência de fatores que havia sinalizado na semana passada. A região de +- 87.200 pontos tem se mostrado como sendo uma região interessante para os compradores e caso este fato siga acontecendo, este fato poderia aumentar as probabilidades de vermos um rompimento da zona de resistência localizada em 89.500 para então ser possível um novo teste na região de 91.100 pontos.

– Cenário 02: Os vendedores dominaram o último pregão da semana, fazendo com que nosso IBOVESPA voltasse a operar dentro do intervalo entre 87.200 e 89.500 pontos. Caso o domínio dos vendedores siga acontecendo nesta semana que se inicia, este fato poderia aumentar as probabilidades de vermos o rompimento da região de 87.200, bem como a “quebra” da região de confluência de fatores (circulo preto), o que poderia impulsionar ainda mais nosso índice para baixo, em direção aos 85 mil pontos.

– Resumindo: Sem dúvida alguma a divulgação da taxa selic, nesta quarta-feira bem como o nível de vendas do varejo em outro, na quinta-feira, são importantes e merecem atenção. Contudo acredito que todo o mercado estará de olho na votação do BREXIT nesta semana, pois se trata de um evento único na história. Recomendo cautela extrema!

Os cenários que tenho postado aqui estão se mostrando sólido, visto que nosso Ibovespa tem oscilado dentro deles e caso você tiver interesse de ter acesso a um treinamento 100% gratuito comigo e com a equipe da MTEAMBR basta clicar aqui!

Espero você na próxima semana!

Marco R Simonetto

MTeamBRwww.projetosat.mteambr.com