Açúcar testa LTB de Médio Prazo, forma novo topo e recua – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Açúcar testa LTB de Médio Prazo, forma novo topo e recua

///
Comentário0
/
Categories

Caro(a) Trader

Nesta semana a Coreia do Norte voltou a abalar os mercados com o lançamento de um míssel na direção do Japão. Lembrando que a semana ainda não acabou e teremos indicadores importantes ainda nesta sexta, com os PMIs europeus e americano, PIB brasileiro e o famoso nonfarm payroll nos EUA. Semana que vem, os destaques começam na segunda, com PMI no Reino Unido e China. Na terça, mais PMIs na Europa e o PIB da Zona do Euro. Na quarta, teremos PMI ISM nos EUA e no Brasil, a decisão sobre a taxa de juros. Na quinta, sai a decisão da taxa de juros da Zona do Euro, PIB do Japão e estoques de petróleo nos EUA. Já na sexta, há a balança comercial e a produção não industrial do Reino Unido.

Hoje, voltaremos a falar do açúcar. A última análise foi em 21/07, onde abordamos:

“Os preços romperam os US$ 13,61, mas não correram. Os preços podem estar respirando e romperam a LTB de curto prazo mais inclinada. Veremos até onde poderá ir esta correção. Pode ser a formação de um novo topo descendente para traçarmos mais uma LTB. Há possíveis resistências em US$ 15,24 e US$ 16,57. Rompendo este último, a análise pode ser a mesma: precisaremos tomar cuidado para verificarmos se não pode ser uma reversão. Movimentos baixistas podem ser possíveis dentro destes parâmetros e na perda do fundo e suporte em US$ 12,71”.

Vamos agora ao que aconteceu desde lá. A seta amarela indica a região de preços do último artigo. Os preços se aproximaram da primeira resistência na região de US$ 15,24 e não romperam, voltando a cair. Parece que o movimento de alta era realmente um respiro do mercado formando um novo topo descendente. Os preços estão respeitando também a segunda LTB de maior prazo. Enquanto continuar assim, pode ser possível que o mercado busque novas quedas, se aproximando do fundo e suporte em US$ 12,71. Caso seja rompido, pode haver espaço para os preços correrem mais. Por outro lado, ficando acima dos US$ 12,71 e rompendo a segunda LTB, o movimento altista poderá buscar novamente a resistência em US$ 15,24 e depois a possível resistência em US$ 16,57.

Até a próxima semana e bons trades.