“Soja sofreu com a possível Trade War, mas há incertezas que podem ser driver para os preços!” – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

“Soja sofreu com a possível Trade War, mas há incertezas que podem ser driver para os preços!”

///
Comentário0
/
Categories

Caro(a) Trader

Semana positiva para bolsas. S&P saiu de uma pequena lateralização ajudando as bolsas ao redor do globo. Bom humor do mercado, apesar das tensões na Síria, devem-se a safra de resultados das empresas norte americanas que vem acima das projeções.

Na semana, os destaques da agenda começam na segunda-feira, com diversos PMIs: França, Alemanha, Zona do Euro e EUA. Terça é a vez do índice de clima de negócios alemão e confiança do consumidor americano. Na quarta teremos o estoques de petróleo americano. Atenção para a quinta com o anúncio da taxa de juros da Zona do Euro e na virada para a sexta o anúncio da taxa de juros no Japão. Fatos e ou previsões que possam impactar na liquidez global tem sido assunto sensível para os mercados. E na sexta, vamos acompanhar o PIB do Reino Unido e do EUA.

Hoje vamos voltar a falar da Soja, último artigo foi 23/02, onde abordamos:

“Os preços romperam a LTA mais longa de cor roxa, mas não andaram (fiz no gráfico o ajuste desta LTA, posicionando ela neste rompimento), voltando a subir e rompendo a região de possível resistência entre US$ 1027/1032. Ter ultrapassado esta região indica a possibilidade de estarmos em um cenário altista. Como os preços subiram rápido, um respiro é bem vindo. Tracei a LTA de curto prazo vermelha para acompanhar este movimento. Para pensarmos em baixas possivelmente abaixo da LTA de longo prazo roxa e/ou a região de possível suporte entre US$ 962 e US$ 937

Observar que o driver deste movimento de alta nos preços foi a pouca chuva na Argentina, que pode levar a uma quebra na safra de US$ 4 milhões de toneladas de soja. Novas estimativas ou mudança no clima poderão agitar os preços. Lembrando também que estamos no início da colheita da safra brasileira. Ficar atento as divulgações da USDA sobre perpectivas de safra, estoques e áreas plantadas em 08/03 e 29/03”.

A seta amarela indica a região de preços do último artigo. Mercado continuou a subir e fez nova máxima (região do US$ 1.080,00, primeira linha tracejada banca de cima para baixo). Depois corrigiu e teve aumento de volatilidade devido a discussões comerciais entre China e EUA. A soja americana poderia ser taxada pela China. Lembrando que a China é um grande player na ponta compradora da soja. Devido a este aumento de volume o gráfico ficou um pouco sujo, atrapalhando um pouco no entendimento dos últimos movimentos como correção e volta buscando fazer nova máxima. Observar que ainda há espaço para corrigir, LTA roxa de maior prazo está distante. Entretanto o cenário ainda pode sugerir ser altista. Em resumo, ficando acima da LTA, a expectativa pode ser a renovação da máxima. Para pensarmos em queda, pode precisar perder a LTA roxa.

Os drivers para isso podem ser as incertezas em relação a safra americana. Devido a seca que as áres produtivas americanas enfrentam, pode-se passar a janela de plantio do milho, abrindo espaço ser plantando mais soja. Além do já comentando taxação da China e as tensões geopolíticas. De olho nas notícias e nos relatórios da USDA.

Até a próxima semana e bons trades.

 

Leo Felipe Senger

Acesse: http://www.eufinancas.com.br