“Mais do mesmo” ou “agora vai”? – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

“Mais do mesmo” ou “agora vai”?

///
Comentário0
/
Categories

Bom dia, Pessoal!

Vamos direto ao assunto! Como sempre vamos dar um “giro” rápido pelo mundo e depois focamos em nosso índice BOVESPA.

– Giro Rápido pelo Mundo

– Ásia: O fato dos EUA terem suspendido temporariamente (até o dia 30 deste mês) a cobrança das novas taxas sobre o aço e o alumínio, vimos uma grande apreciação do dólar australiano no mercado aliado ao fato da China (principal parceiro da Austrália) ter sinalizado que pretende reduzir a taxa de importação de alguns produtos/matérias-primas para outros países com exceção aos Estados Unidos da América.

– Velho Continente: Após os pronunciamentos do atual presidente do banco central europeu na última quarta-feira, acompanhamos uma vez mais a libra esterlina se valorizar frente à moeda única (euro), gerando diversas oportunidades comerciais. Outro dado importante foi à divulgação de que houve um grande aumento por parte dos britânicos em busca de cidadanias de países da zona do euro. O maior aumento se deu nos pedidos de passaportes alemães o qual permite apenas que seus cidadãos possuam dois passaportes se estes forem de países membros da união europeia, caso não sejam, devem optar somente por um passaporte. Lembrando que a Inglaterra ainda pertence ao bloco comunitário visto que o BreXit ainda não foi executado.

– Novo Continente: Após muitos “tweets” a casa branca efetuou, em conjunto com o Reino Unido e com a França, ataques aéreos na Síria tendo como objetivos centros estratégicos, segundo eles, que manipulam armas químicas. No mesmo momento a Rússia, que defende o atual regime de Assad, divulgou que mais de 70% dos ataques foram neutralizados pelas defesas sírias e pediu uma reunião de caráter urgente na ONU. Em se tratando de dados econômicos, apesar da inflação dos EUA terem registrado uma piora (queda) de 0,10% a inflação “central” manteve-se em 0,20% mensal o que era amplamente esperado pela grande maioria dos economistas.

– Pousando em nossa movimentada República

Devido a viagens do atual presidente e de seus “substitutos diretos” a atual presidente do Supremo Tribunal Federal ministra Carmem Lucia assume a presidência interinamente, tornando-se a segunda mulher a sentar na cadeira presidencial na história; pequenos movimentos contra a prisão do ex-presidente ainda são vistos pelo Brasil; o partido dos trabalhadores e seus aliados ainda não entraram em acordo sobre quem poderá ser o novo candidato à presidência; julgamento do foro privilegiado no supremo tem data marcada; dezenas de deputados já entraram no famoso troca-troca de partidos antes das eleições… entre outros.

Após esses “giros rápidos” vamos direto aos gráficos.

– Ilustração e Opinião

O principal índice inglês, FTSE 100, fechou na última sexta-feira estável registrando uma leve alta de 0,09% enquanto o índice Dow Jones, um dos principais índices norte-americanos, fechou em queda de -0,5% impactado principalmente pelos novos ataques a Síria.

Vamos dar uma olhada técnica em nosso índice.

Como de praxe, a primeira imagem foi utilizada na última análise que foi divulgada, enquanto que a imagem seguinte reflete o que aconteceu nesta semana junto com os cenários.

Com base no movimento que acompanhamos na semana passada, foi possível identificar que o nosso Ibovespa segue dentro da estrutura que havíamos desenhado há duas semanas. Observando o movimento de nosso IBOV nesta semana, pode ser possível desenhar dois cenários para esta semana.

– Cenário 01: Após alguns pequenos ajustes nas linhas de tendências, caso os compradores retornem as compras esta semana, este fato poderia fazer com que, finalmente, nossa figura técnica possa ser “quebrada”, gerando a possibilidade do nosso IBOV retornar a região de 87.000.

– Cenário 02: Caso nosso índice nacional seja impactado negativamente pelo humor externo de incerteza, poderíamos acompanhar um rompimento da região inferior da nossa figura técnica, que poderia fazer com que nosso índice retornasse a região 82.000 pontos em um curto período de tempo.

– Resumindo: Teremos que acompanhar se o “capital” poderá perceber estas novas tensões geopolíticas como sendo mais um evento “mais do mesmo” ou se ele poderá buscar de proteção nos famosos “portos seguros”. De forma tão importante quanto, temos um ponto gráfico (marcado com um círculo preto) muito importante para acompanharmos esta semana.

Espero você na próxima semana!

 

Marco R Simonetto

MTeamBRwww.mteambr.com