Banco Central do Japão: Kuroda por mais 5 anos – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Banco Central do Japão: Kuroda por mais 5 anos

///
Comentário0
/
Categories

 

O presidente do banco central do Japão, Haruhiko Kuroda, disse nesta segunda-feira que o Banco do Japão precisará eventualmente avaliar como normalizar sua política monetária expansionista, sugerindo que a prioridade de seu próximo mandato pode ser a redução do estímulo que ele implementou há cinco anos. Mas reiterou que é cedo demais para debater meios específicos para reduzir o estímulo com a inflação distante da meta de 2%. Também disse que vai procurar fazer o melhor para atingir a meta de preços, mas que também precisará eventualmente avaliar o início de um processo para normalização da política monetária. Kuroda foi formalmente nomeado para mais um mandato de 5 anos à frente do Banco Central do Japão.

De acordo com seu ponto de vista, qualquer mudança de uma política monetária frouxa, deveria ser cautelosa e gradual, citando exemplos dos processos que estão acontecendo com os Bancos Centrais dos EUA e da Europa. Nos cinco primeiros anos como presidente do Banco do Japão, a principal tarefa de Kuroda foi adotar um forte programa de estímulo para tirar o país de duas décadas de deflação. Apesar do cenário ter melhorado, o programa falhou em levar a inflação para a meta de 2%.

Kuroda disse que os bancos centrais devem estar sempre atentos aos deméritos de um afrouxamento monetário prolongado, independentemente de estarem implementando medidas convencionais ou não convencionais. Entre os deméritos significativos ​​que o Banco do Japão deve observar, está o risco de que o afrouxamento monetário prolongado e uma mudança em direção a uma saída do estímulo, possa afetar o sistema bancário do Japão.

Ainda assim, a prioridade do Banco do Japão agora é manter seu programa de estímulo para atingir a meta de inflação, disse Kuroda, enfatizando sua determinação em manter a política ultrafrouxa. O Órgão manterá sua estrutura política monetária atual até que fique claro que a inflação atingiu sua meta, e está pronto para ampliar os estímulos se a economia perder força.

Fonte de pesquisa: br.investing.com 

 

Rodrigo Rebecchi

Para mais conteúdo sobre Trading, Forex, Educação Financeira, Geopolítica, Macroeconomia e Análises do Mercado, me siga nas Redes Sociais:

YOUTUBE: https://goo.gl/3cdUkb

FACEBOOK: https://goo.gl/Q1Pt5g

INSTAGRAM: https://goo.gl/udhn4f

TWITTER: https://goo.gl/aHReb2

LIVE de Forex (Seg às 20h): https://goo.gl/3ihycp