IBOV a 82.000 ou a 87.200 pontos? Saiba mais! – Youtrading

Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

IBOV a 82.000 ou a 87.200 pontos? Saiba mais!

///
Comentário0
/
Categories

Bom dia, Pessoal!

Vamos direto ao assunto! Como sempre vamos dar um “giro” rápido pelo mundo e depois focamos em nosso índice BOVESPA.

– Giro Rápido pelo Mundo

– Ásia: Todas as atenções voltaram-se para a comunicação feita pela China durante a semana passada que finalmente resolveu “responder” aos “ataques” norte-americanos, aumentando a taxa de importações para mais de uma centena de produtos provenientes do país de Donald Trump. E já demos início a famosa “guerra comercial”, novamente.

– Velho Continente: A moeda única do bloco europeu (o euro) basicamente não sofreu muitas alterações frente a grande maioria das grandes moedas durante esta semana, entretanto, esta não foi a realidade que vimos na libra esterlina, que apresentou uma volatilidade bem maior devido a notícias econômicas e comentários do presidente do banco central daquele país.

– Novo Continente: Toda primeira semana do mês, o mercado foca nos dados econômicos da maior economia mundial. Poderíamos dividir a semana em duas facilmente. A primeira, de segunda a quinta, onde houve uma clara sinalização de uma possível melhora da economia, principalmente pelo indicador macro econômico ADP, contudo na sexta-feira, vimos dados muito abaixo do esperado, inclusive houve um aumento de 0,10% na taxa de desemprego, que agora está em 4,1%. Vale ressaltar que para muitos economistas os EUA já estão em pleno emprego. Lembrando que o FED já modificou sua prioridade de atuação desde que a taxa ficou abaixo de 4,50%.

– Pousando em nossa movimentada República

Repercutindo em todos os meios de comunicação ao redor do mundo, a grande notícia que nossa república foi a prisão do ex-presidente Lula, o que trouxe grande volatilidade ao mercado nacional especialmente no mercado cambial; ministério da fazenda estuda reduzir as alíquotas de importação para bens de capital e informática; presidente do banco central do Brasil afirma que um de seus objetivos é reduzir o spread bancário; novos nomes surgem para concorrer à presidência do país e POR INCRÍVEL que pareça a Poupança registrou uma captação líquida em março… Mostrando mais uma vez que independente de produzir resultados inferiores frente a alternativas de mesmo risco… ela continua sendo a queridinha do brasileiro.

Após esses “giros rápidos” vamos direto aos gráficos.

– Ilustração e Opinião

Tanto o principal índice inglês, FTSE 100, como o Dow Jones, um dos principais índices norte-americanos, fecharam em queda no pregão da sexta-feira, registrando -0,22% e -2,34% respectivamente. Ambos os índices foram impactados pela resposta comercial divulgada pela China frente às novas imposições feitas pelo Sr. Donald Trump.

Vamos dar uma olhada técnica em nosso índice.

Como de praxe, a primeira imagem foi utilizada na última análise que foi divulgada, enquanto que a imagem seguinte reflete o que aconteceu nesta semana junto com os cenários.

Com base no movimento que acompanhamos na semana passada, foi possível identificar que o nosso Ibovespa permaneceu dentro da estrutura que havia desenhado na semana passada. Observando o movimento de nosso IBOV nesta semana, pode ser possível desenhar dois cenários para esta semana.

– Cenário 01: Caso os compradores retornem as compras esta semana, isto poderia fazer com que houvesse um rompimento da figura em direção ao norte o qual poderia gerar um novo testa na região de 87.000 pontos indo em direção aos 89.500 pontos.

– Cenário 02: Da maneira oposta, caso houver um rompimento da figura em seu nível inferior, poderíamos ver um novo teste na região de 84.000 pontos para então nos aproximarmos da região de suporte localizada na região de 82.000 pontos.

– Resumindo: O início desta semana poderá ser muito interessante, pois poderemos mensurar qual será realmente o impacto das novas imposições dos EUA sobre a China e vice-versa em nosso mercado nacional, visto que na sexta-feira tivemos um grande fato político acontecendo em nosso país que fez com que a repercussão não fosse tão forte como vimos em todas as outras bolsas do mundo.

Espero você na próxima semana!

 

Marco R Simonetto

MTeamBRwww.mteambr.com