Artigos

A Youtrading disponibiliza para você uma série de artigos

Artigo: Dinheiro traz Felicidade?

///
Comentário0
/
Categories

Olá, Investidor! Para o nosso bate-papo desta semana trago um tema muito instigante no âmbito das Finanças, que é justamente a Felicidade que o dinheiro pode trazer.

Se você acompanha a nossa seção de Artigos sabe que recentemente estive presente no evento SOBRE INVESTIR (www.sobreinvestir.com), em São Paulo, que contou com grandes nomes do cenário econômico brasileiro e abordou entre tantos temas ligados à Educação Financeira e aos Investimentos, justamente a capacidade do Dinheiro trazer Felicidade.

Uma das palestrantes foi a Dra. Susan Andrews, norte-americana que vive no Brasil desde 1992. Ela é formada pela Universidade de Harvard e doutora em Psicologia Transpessoal pela Universidade de Greenwich, também nos EUA e a sua abordagem foi exclusivamente sobre a Felicidade envolvida com o Dinheiro. Inclusive estou lendo e recomento seu livro: A Ciência de Ser Feliz.

05 - Terça - Rebecchi - Dinheiro e Felicidade 02

De forma resumida, o fato é que o dinheiro pode trazer a felicidade somente em um momento básico da vida, para tirar as pessoas do nível de pobreza até a classe média. Comprovadamente, através de estudos científicos, as pessoas que não possuem o básico para uma vida digna, como alimentação, moradia, saneamento, segurança, emprego, transporte, saúde etc, são menos felizes do que as demais camadas da sociedade.

A partir disso, pasmem senhoras e senhores, também através de décadas de pesquisa, o Dinheiro em si não traz Felicidade. Prova disso é que o PIB mundial aumentou drasticamente nos últimos anos, assim como o número de doenças causadas pelo estresse, rotina de trabalho e cansaço, como a depressão e a obesidade, sem falar no número de suicidas, psicopatas, terroristas e por aí vai. A grosso modo, a renda aumentou juntamente com a infelicidade. Como explicar isso?

O fato é que a rotina das pessoas atualmente, quando comparada com a rotina da década de 50 está uma loucura. Ganha-se mais, mas o custo de vida é altíssimo. Existe mais dinheiro no bolso, porém menos tempo para o lazer e para a família. Viver nos grandes centros está um caos e o consumismo tomou conta da sociedade. As pessoas vêm no gasto do dinheiro com futilidades (roupas, acessórios, eletrônicos, carros etc) uma fuga desesperada para o que realmente falta em suas vidas e que pode gerar a felicidade permanente, que são o amor, carinho e as relações interpessoais. Ao se comprar qualquer banalidade tem-se uma felicidade momentânea, que passa depois de algumas horas ou dias tornando necessária a compra de mais algum item desinteressante para suprir novamente esta química no organismo. O corpo se acostuma com este ciclo e não faz mais efeito com o passar do tempo.

Está comprovado cientificamente que este vício pelo consumismo não pode trazer a felicidade plena, mas sim através de experiências harmoniosas vividas com pessoas amadas. Dar e receber carinho, atenção. Uma vida familiar equilibrada, sincera, afetuosa e fiel pode gerar muito mais felicidade do que uma coleção de carros esportivos na garagem. Ter uma boa rede de amigos para compartilhar ideias, momentos e assuntos pode trazer mais felicidade do que um guarda-roupa com as peças mais caras do mundo, cheio de marcas famosas. Até a convivência com um animal de estimação que desperte o amor verdadeiro pode contribuir drasticamente.

Segundo a Dra., o que devemos medir é o FIB (Felicidade Interna Bruta) e não o PIB. O mundo está cheio de pessoas limitadas financeiramente, mas que são muito mais felizes do que os ricaços que vivem em suas mansões, sem amigos verdadeiros, sem uma família unida, sem bons momentos para compartilhar e sem as coisas simples da vida que podem ser responsáveis pela verdadeira felicidade.

Pode ter chegado a hora de repensar os nossos valores. Será que você dá a devida importância a cada coisa na sua vida? Sem dinheiro é impossível de se viver, mas será que ele não está ocupando um lugar mais importante do que o necessário na sua rotina?

Boa reflexão e até semana que vem!

 

Rodrigo Rebecchi

Mais informações sobre Trading, Educação Financeira, Macroeconomia, Geopolítica e Análises do Mercado Financeiro você pode encontrar nas Redes Sociais da Market News:

> YOUTUBE: Rodrigo Rebecchi – Market News

https://www.youtube.com/channel/UCo8-wFR7I5MPdHURyQJtOkg

> FACEBOOK: Rodrigo Rebecchi – Market News

www.facebook.com/marketnews1/

> INSTAGRAM: rodrigo.rebecchi

Deixar um comentário